em AIPC

As indústrias processadoras de cacau já previam que os novos procedimentos aumentariam a burocracia. O problema é que, como a safra temporã nacional foi baixa, as empresas estão com pouca disponibilidade de cacau. É o que explica  Eduardo Bastos, presidente da AIPC na reportagem desta semana no Valor Econômico.

AIPC - VALOR

Posts recentes
Entre em contato

SCN - Qd 1 Ed Number One - Sala 1402, 72711-900 Brasília (61) 3547-3060