A safra de cacau na Bahia está comprometida pela falta de chuvas no Nordeste, e para agravar ainda mais o aperto entre oferta e demanda, a indústria estima que vai consumir um volume maior de cacau neste ano. O diretor executivo da AIPC, Eduardo Bastos, diz em entrevista para o Valor Econômico, que acredita que serão moídas neste ano 230 mil toneladas de amêndoa no país, 4,8% mais do que no ano passado, quando foram processadas 219,332 mil toneladas de cacau. Veja matéria completa AQUI!

aipc

Posts recentes