Com o avanço da medicina, casais que tinham dificuldades para engravidar comemoraram quando chegaram os indutores de fertilidade – medicamentos usados tanto na inseminação artificial quanto na fertilização in vitro -, mas os tratamentos podem desencadear um efeito colateral delicado: síndrome da hiperestimulação ovariana. Nossa médica ginecologista e especialista em reprodução e fertilidade do Hospital Santa Lúcia explicou o que é, como age e os cuidados para evitar o problema.

Revista do Correio - Risco na gravidez assistida - HSL - 18-04-2016

Posts recentes